O Fandom Japonês de MLP: FiM

3 abr

Como avisei aqui no blog, estou “semi-ausente” do blog, em meio a uma viagem … mas deixei esse artigo traduzido, “no jeito” pra ser publicado enquanto estou fora. E como no momento estou no Japão, achei que era uma boa hora pra falar um pouco sobre o fandom desse lado do mundo!

(Ainda mais depois da nossa pegadinha de 1º de abril!)

Joshua Walker, do site Everfree Radio, conta um pouco sobre as peculiaridades de como os japoneses vêem MLP: FiM na terra dos animes, e porquê vemos tão pouca produção de pôneis no fandom oriental.

(E diga-se de passagem: pelo menos até o presente momento, em minha viagem, não vi necas relacionado a MLP: FiM aqui no Japão — tanto no comércio mais comum quanto nos redutos otaku.)

★    

Por Joshua Walker  / Tradução: Petra L.
Publicado originalmente em: Everfree Radio, 15/ Março/2012
Matéria Original Aqui 

Digamos que você seja um fã de pôneis globalizado. Você acessa o YouTube, encontra a versão russa de Winter Wrap Up, e acha excelente. Talvez tenha encontrado a versão francesa de Flutterguy mandando ver em Evil Enchantress,  like a boss. Fuçando ainda mais, pode até mesmo ter achado a versão italiana da abertura, que é completamente maravilhística. No entanto, se olharmos bem, vamos notar uma total ausência de pôneis japoneses.

Com exceção dos fandubs da extremamente talentosa Ogatamon, o movimento brony japonês parece estranhamente silencioso. Mas tendo em conta os elementos de inspiração dos animes em MLP: FiM, poderíamos pensar que seria bem o tipo de programa pra eles; o maravilhoso estilo de arte, abordagens sobre cotidiano no roteiro, além de personagens vividamente coloridos e absolutamente pop! O que está rolando, afinal? Por que nossos amigos do Oriente estão tão quietos?

Bem, há uma série de razões, mas nada temam. Existe uma pequena comunidade de fãs de pôneis…você só precisa saber onde procurar.

TV JAPONESA

My Little Pony é pouco difundido no Japão. Programas de TV estrangeiros dificilmente passam por lá. É similar com o que acontece nos EUA: os americanos preferem fazer um remake de um programa do que passar sua versão original, ainda que seja em inglês (exemplo, a série The Office). Como o mercado japonês de animação já está saturado, é praticamente impossível ter algum não-anime sendo exibido nas TVs de lá.

Há barreiras culturais também. O exemplo mais chamativo é que o público japonês identifica desenhos com animais falantes como entretenimento para crianças em idade pré-escolar. Se você acha difícil defender sua preferência por um desenho dedicado a uma faixa de 6 a 12 anos, imagine como seria explicar quando pensam que é pra crianças de 3 a 6!

Sim, há animes clássicos com animais falantes, como Kimba o Leão Branco, mas isso foi em 1965. As coisas mudaram nas últimas 5 décadas. Ainda por cima, a franquia My Little Pony é controlada exclusivamente por uma única companhia chamada Takara Tomy, que é a única interface real da Hasbro com o mercado. (Nota da Tradução: A Takara Tomy produz seus próprios brinquedos no Japão, e tirando a tentativa falha de fazer uma linha de pôneis ao estilo “Hello Kitty” nos anos 80, não pareceram mais interessados em insistir nessa parceria, já que sobrevivem muito bem sozinhos…)

Não podemos dizer que não tenha havido uma história de sucesso ou duas. Powerpuff Girls (Meninas Superpoderosas) se provou ser um grande sucesso sendo exibido via TV a cabo. No entanto, a versão exibida na TV aberta foi o extremamente criticado remake “Demashite! Powerpuff Girls Z.”

NA INTERNET

Nos ermos da Internet, existe uma pequena base de fãs japoneses de MLP. O primeiro lugar onde você pode dar uma olhada é um site chamado “  Read Me! Girls! Diary “. Este blog parece ter começado como um site de Meninas Superpoderosas, e expandiu-se pra falar de de desenhos americanos em geral. Na contagem atual, há cerca de 60 de posts sobre MLP: FiM. Principalmente, explica a cultura peculiar que surgiu a partir do show, junto com explanações sobre o que é um “brony” e o fenômeno Derpy.

Para quem quiser pegar um episódio, a série inteira e alguns conteúdos dos fãs, eles podem ser encontrados “fansubbado” em japonês no NicoNicoDouga — literalmente, “Video Para Sorrir”. (nota da tradução: o NicoNicoDouga é praticamente o youtube japonês.). 

O NicoNico tem uma maneira muito original de exibição de conteúdo, onde os comentários aparecem na tela por rolagem (o famoso “scroll”). Passa praticamente a sensação de um livestream. Infelizmente, o acesso ao conteúdo exige que você se registre no site, o que é um pouco difícil para as pessoas que não sabem ler japonês.

Curte um fanart japonês? Uma boa amostra de material pode ser encontrada no Pixiv, um site semelhante ao deviantART. Só pra constar, há um fã de mangá e de Luna atualmente publicando lá chamado “ Lunatic “, que é bem legal.

No 2ch.net pode-se encontrar um tópico ativo sobre MLP dentro da categoria cartoon. Muitas das conversas espelham estranhamente o que os fãs conversam em inglês, mas de vez em quando entram numa visão tipicamente japonesa do programa.

A maioria dos memes de fãs estão presentes e traduzidos bastante bem; encontramos comentários sobre Trollestia, Derpy, e o terrível fanfic “Cupcakes” que alguém se deu ao trabalho de traduzir. (Por quê? Por que alguém fez isso!?)

Um exemplo de discussão que beira a estranheza é a que teoriza sobre o sistema ferroviário de Equestria, com pérolas que chegam a postular onde Equestria está localizada com base na geografia americana:

“メーンハッタンの元は当然マンハッタン
フィリデルフィアの元はニューヨークの南西にあるフィラデルフィア
この付近にある山はアパラチア山脈なのでエクエストリアはこの近郊。
この付近のアパラチア山脈で大規模な森林地帯はデラウェア近郊なのでポニービルはこの付近。
だから大体元になってるエクエストリア近郊地域はペンシルヴァニア州。
汽車で向かう砂漠地帯は1860年頃の西部開拓時代が元なのでネブラスカやカンザスといったアメリカ中西部。”

TRADUÇÃO:

“Manehattan é uma alegoria para “Manhattan”.
Phillydelphia é uma verdadeira cidade ao sudoeste de Nova York, chamada Philadelphia.
A cadeia de montanhas próxima a Equestria na verdade chama-se “Appalachians”.
A grande floresta acerca dos Appalachians é próxima a Delaware. Esta área é Ponyville.
Isso localiza Equestria dentro do estado da Pennsylvania.
O trem tinha como destino as áreas desérticas, indo em direção ao Centro-Oeste, como Kansas e Nebraska. Ele foi criado na década de 1860, ou a era do “Velho Oeste”.

DIFERENÇAS CULTURAIS

De vez em quando as diferenças culturais se fazem sentir. Uma das mais gritantes é quando Twilight é borrifada por um gambá em “Winter Wrap Up”. Não há gambás no Japão, e o gambá acerta Twi em off — não aparece na tela. Para o público japonês fica tudo confuso: eles a veem seguir um animal parecido com um texugo, e de repente ela está tomando banho por causa de algo que é traduzido como “ketchup”.  Não há conexão aparente entre as duas coisas. Eles entendem que algo nojento aconteceu, mas a dica do prendedor de roupas no nariz passa batida, pois não faz sentido para eles (pros japoneses, esse tipo de “dica visual” é segurando o próprio nariz, ou o protegendo com uma máscara ou pedaço de pano.)

Outro exemplo são as cenas no spa. No Japão, quando rolam imagens de um monte de personagens femininas em casas de banho, em geral isso é visto como uma maneira de apresentar uma carga de teor erótico de forma “disfarçada”. Mas é meio estranho que um desenho sobre pôneis coloridos traga “cenas de banho”.

Por outro lado, há algumas cenas e situações que funcionam muito melhor em japonês. O discurso arcaico de Luna, por exemplo. No Japão, figuras de autoridade dizem as coisas de maneiras diferentes quando falam baixo ao dirigirem-se aos outros. O que faz Luna funcionar tão bem em japonês é que ela estava obviamente em uma situação social, e teoricamente não precisaria falar baixo com ninguém. Não quer dizer que ela estivesse sendo autoritária; era muito mais óbvio pela sua linguagem formal que ela simplesmente estava seguindo o protocolo.

O roteiro de “Heart and Hooves”, com Big Mac e Cheerilee falando bobagenzinhas amorosas com vozes infantis também funciona. Demonstrações públicas de afeto no Japão são realmente evitadas pois são vistas como desnecessariamente chamativas. Por consequência, as reações de estranhamento dos cidadãos de Ponyville fazem perfeito sentido nesse contexto.

MEMES E COMPORTAMENTOS REGIONAIS

Existem memes japoneses de MLP? Eeyup! O mais óbvio é que Big Macintosh tem seu próprio apelido. Ele quase universalmente chamado de “Aniki” (兄貴), que quer dizer “irmão mais velho.” Por sinal, ele está no Top 3 de “best pony” no Japão. Os outros dois são Fluttershy, e, bizarramente… Cheerilee-Sensei!

No caso de  Fluttershy, ela foi promovida a “japonesa honorária” pela maneira como se comporta. Rainbow Dash é quase sempre legendada usando-se discurso masculino, fazendo dela uma “Bokunoko” (僕の子 — nota da tradução: o equivalente japonês a “tomboy”, ou “moleca”; menina que fala com jeito de menino). E na versão japonesa, optou-se por adaptar-se o jeito “caipira” de Applejack falar para um forte sotaque de Osaka (nota da tradução: Osaka é conhecida por ter expressões derivadas de um dialeto próprio e ser uma região onde as pessoas são mais simpáticas e informais.)

Estes, em bem poucas palavras, são os fãs japoneses. Não são muitos em número, mas aos poucos estão aumentando. Fique à vontade para fuçar por aí — mas tenha cuidado. Postar em inglês em uma área de comentários em japonês não é muito legal. Mandar textos à la spam que os outros não vão conseguir ler também não ajuda muito a iniciar um diálogo.

Mas, como se pode ver, há muito potencial para um fantástico intercâmbio  cultural entre fãs de  MLP. 

Fonte: Everfree Radio / Kotatsu Pixiv / Caiko Tanaka Deviantart
Anúncios

7 Respostas to “O Fandom Japonês de MLP: FiM”

  1. isabella garcia 4 de abril de 2012 às 1:00 PM #

    aaaaaaaaaah! eu ainda ñ acredito q vc foi pro japão, é meu sonho ir pro japão, como é lá? é lindo ñ é???
    eu sempre amei o japão, mas agr q eu to com 13 anos eu entendo melhor as coisa….eu vou fazer aulas de japoneses a partir do mês q vem, e pretendo fazer intercambio, e agr q vc mencionou, vou fazer intercambio com algum BRONY!
    entao……eu ainda ñ acredito q MLP:FiM ja foi parar ate no japão, na vdd MLP:FiM ñ é bem pra minha idade, mas eu mesmo assim adoro…afinal quem ñ adora fofuritas falando, fazendo magicas e passando por tantas aventuras?! bom o caso é q eu amo, e agr eu sei pq eu gosto tanto assim da fluttershy (graças ao seu post, vlw) eu adoro japonesês, e o jeito deles é realmente kawaii, e como a fluttershy tem esse jeitinho timido e fofo, eu meio q me apaixonei por ela (apesar de me identificar mais com a rainbow dash…q por sinal…eu tbm A-D-O-R-O!) então, o fato ée vlw pelo post assim eu posso ficar um pouquinho mais por dentro das coisas q rolam no japão!!!
    “UM BEIJÃO PARA VC OU VCS (eu ainda ñ sei quantas pessoas administram o blog)
    E MUIITISSIMO OBRIGADA POR POSTAR ALGUMS COISA SOBRE O JAPÃO,(e se ñ for pedir demais,… pode postar mais alguma coisa sobre lá???!!!)
    OBRIGADA ANTECIPADAMENTE,
    sua leitora n° #1
    kissus **isaa-chan**

    • Gabriel Dias 4 de abril de 2012 às 1:30 PM #

      Olá, Isabella! Que empolgação! Já é um começo. Estudar um idioma é sempre legal e é sempre útil em diversos aspectos. Espero que você se dê bem estudando japonês e que consiga fazer o intercâmbio ^^
      A administradora e criadora do blog é a Petra, que fez esse post e que está no Japão agora. Tenho certeza que assim que ela puder, vai dar um retorno pra você 🙂
      Enquanto isso, você pode olhar esse blog que a própria Petra fez para relatar a primeira passagem dela pelo Japão em 2010.

    • fcrainbowdash 8 de abril de 2012 às 8:33 PM #

      é realmente UM SONHO o Japão ^-^ lá se encontra exatamente TUDO (bem eu num posso afirma que eu ainda nem pisei la mais pelo que vejo na TV já se dá uma noção de como é) lá é meio que a origem dos produtos que rondam pelo mundo todo 😀

      • Gabriel Dias 8 de abril de 2012 às 8:50 PM #

        Só não se encontra ovos de páscoa, aparentemente xD

      • fcrainbowdash 16 de abril de 2012 às 8:57 PM #

        kk de acordo com a Petra é mesmo XD

      • Pijush 30 de abril de 2012 às 4:23 AM #

        children’s show . So the big qtoiusen is what does that say about you. I was taught if you have anything good to say, then don’t say anything at at all. Go try to learn and apply that life lesson why don’t you. Moving on yay Mcdonald’s!!!

  2. Nomy 30 de abril de 2012 às 5:31 AM #

    I work at McDonald’s and wondered if aynbody else noticed there are TWO rainbow dashes. One with a cutie mark and one with out. I was looking at the boxes and saw rainbow with twilight and another with Pinkie. There are 2 number 6 toys!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: