Confira a Canção “Art of The Dress” em Português!

28 dez

No dia 16/11, a Discovery Kids exibiu o episódio 14 de My Little Pony, “Feita Para o Sucesso” (Suited For Success), conhecido por trazer uma das mais famosas canções da série: Art of the Dress (A Arte da Costura).

A dublagem da série até agora trouxe versões tanto boas (como foi o caso de Giggle at the Ghostly /Ria do Fantasma) quanto péssimas (como foi o caso de Winter Wrap Up /Passagem do Inverno.) Art of The Dress é conhecida por ser uma música difícil, com muitas quebras de ritmo e rimas complicadas, e diante do resultado negativo de Winter Wrap Up, a expectativa não era das melhores.

No entanto, o resultado foi bom!

(Se aparecer alguém e disser “mas o original é melhor” apanha, hein? XD Sim o original ainda é — e sempre será — melhor, mas a adaptação ficou boa levando em conta as restrições orçamentárias.)

A música ficou bem adaptada, com rimas bem pensadas e uma fluência natural — mas é claro, essa é a minha opinião 😉

Confiram por si mesmos!

A Arte da Costura (Parte 1)

A Arte da Costura (Parte 2)

 A meu ver, o único porém ficou por conta da intérprete, que apesar de não ser realmente ruim, não divide as sílabas de acordo com a métrica da música, dando um efeito de “rima de pé quebrado” desnecessariamente. Também senti falta de “entoar” mais a canção, mas o resultado ficou agradável — muito diferente por exemplo do que aconteceu em Winter Wrap Up.

Fonte: Grivous Youtube Channel
Agradecimentos a Rainbow Dude por enviar os primeiros vídeos!

Anúncios

14 Respostas to “Confira a Canção “Art of The Dress” em Português!”

  1. Guilherme Leocádio (@GuiLeocadio) 28 de dezembro de 2011 às 9:35 PM #

    O som está ruim, prefiro esperar pelo Up do Grivous

  2. victoria 28 de dezembro de 2011 às 11:37 PM #

    Que é isso Rarity? são algodões q eu usei no meu ouvido quando vc tava cantando .Se vc quer mesmo saber minha opinião sobre esse música….*levanta folego* pra dizer a verdade achei ruim, no primeiro dá impressão q a cantora tá lendo ainda o roteiro e ñ seguindo no ritmo da música em minha em minha opinião como vc disse:”um efeito de rima de pé quebrado” a letra ficou boa, mas achei e ela ia falar “a arte do vestido”,(ou devo dizer “arte da costura” q ficou legal a adaptação), em vez de “adoro costurar” , na na parte em q Aj substitui “botas ” por “galocha”, pra quem ñ sabe:”Galocha é um objeto de borracha que se calça por cima dos sapatos ou das botas, para protegê-los do contacto com a água, preservando os calçados da umidade”,(fonte:http://pt.wikipedia.org/wiki/Galocha) apesar q no original ela diz “What if it rains? Galoshes!”, ainda precifo botas, mesmo q ache q ñ é a mesma coisa e…acima de tudo, voz de canto da Rarity ficou meio enjoativa pro meu gosto, podia melhorar, começando pela voz 😛 mas tá melhor q Tchau inverno, ou devo dizer tchau *******? “tchau ******* tchau *******,a macumba vem ai, então é melhor chuta-lá” (sou sem graça né?) essa música tá 0,2% mais legal i need more cotton ! MORE COTTON !!! D:<

  3. Feral (@Feralblade) 29 de dezembro de 2011 às 12:59 AM #

    Petra… Sério…. Não tá tão bom assim não…

    Na verdade… tá meio ruim… Tá ruim *mesmo*… >.>

    Ok, sério agora, as minhas críticas são quase que fielmente as mesmas que as suas: falta de entonação, métrica desencontrada… A diferença é que eu acho que isso efetivamente estraga a música. Sim, melhorou em relação a Winter Wrap Up, mas não o suficiente pra sair da categoria “eu não consigo ter prazer ouvindo isso”.

    E eu acho que ter prazer ouvindo a música é algo essencial pra ela ser considerada… música.

    Quanto à letra em si… eu já não concordo tanto. Eles melhoraram a respeito das rimas, mas não tomaram o devido cuidado de adequar o tamanho das palavras à música (tem horas em que, se você tentar cantar colocando a métrica certinha, você ou não vai conseguir ou então vai dar uma forçada de barra muito perceptível). Ou seja, a falta de cuidado com a métrica ainda tem um pingo de origem na letra. Uns ajustes e ficaria boa, mas….

    Por sinal, tem também umas coisas estranhas, como repetição desnecessária de ideias e palavras (no começo da primeira parte isso chega a ser até preocupante), a perda de rimas em alguns pontos, e especialmente a perda de várias idéias e punchlines que são passadas durante a música (não conseguiram ou não tiveram tempo de adequar a letra à métrica, e então jogaram frases tapa-buraco que não fedem nem cheiram, mas também não têm nada da idéia original. Isso é *bem* claro na hora que ela chega pra a Opal e pergunta “Do you think it looks cheesy?”, onde a tradução só colocou um “Quié isso?”, e apagou metade do que ela fala sobre o vestido da Fluttershy).

    Eu sei que entra aqui as diferenças entre os idiomas. Na média, a mesma idéia expressada em inglês costuma ter muito menos sílabas, ou então tem uma fonética tão “apertada” que acaba gastando menos sílabas poéticas. Isso faz com que seja difícil passar a letra pra português sem ter perda de palavras ou mesmo de idéias inteiras…

    ….Mas sério, com algum esforcinho e dedicação, dava pra ter feito coisa bem melhor. Disney tá aí pra provar isso.

    Sério, até o pedaço de letra que eu compus durante o banho, no mês passado, tava melhor que isso =P
    Qual a diferença? Eu vi todos os episódios até agora e tenho uma idéia do feeling necessário pra deixar a música adequada à Rarity e à atmosfera geral das músicas de MLP. Essa equipe provavelmente não teve como fazer isso, talvez por questão de tempo ou por achar que seria desnecessário, então fez um trabalho meia-boca simplesmente porque não tinha know-how sobre o próprio desenho pra fazer algo melhor.

    Enfim… melhoraram… mas ainda estão beeeeeeeem longe do ideal… e infelizmente isso parece ser porque essa equipe não tem mesmo como fazer melhor que isso, dentro do tempo e recursos deles.

    • Petra 29 de dezembro de 2011 às 1:03 AM #

      Bom, Feral, Disney não é parâmetro de comparação, porque o investimento é MUITO diferente do que vai numa “simples série de TV”.

      Eu concordo que podia ser muito melhor, e tem rimas de pé quebrado, mas acho que é mais pelo jeito da intérprete cantar do que qualquer outra coisa.

      Sobre rimas que fedem nem cheiram… uma coisa somos nós que pensamos nessas músicas 24 horas por dia e dedicamos uma atenção especial a elas, e outra é uma equipe que tem que adaptar essas E outras músicas de outras séries, correndo, quase sempre pra amanhã. Por isso, dou um desconto — sei que o resultado aquém do esperado também é porque não dão pra eles tempo necessário pra se dedicar o suficiente.

      • Feral (@Feralblade) 29 de dezembro de 2011 às 1:23 AM #

        [OMG, wall of text alert. Foi mal, só reparei no tamanho quando acabei de escrever >.>]

        Sim, foi exatamente isso que eu quis dizer.

        Enquanto estúdios de tradução pra filmes (i.e Disney, Dreamworks e etc) têm bem mais tempo, know-how, dedicação, revisão e orientação, essa série, assim como várias outras séries de TV, estão com uma dublagem muito mais “budget” e muito mais corrida, então não dá pra esperar um nível tão alto…

        ….Mas sério…. usando agora séries de TV como parâmetro, PPG teve uma dublagem muito melhor (na verdade, quase todas as produções do Cartoon Network). Bob Esponja também (isso é, até eles começarem a mudar dubladores midway; aí a coisa começou a ficar estranha, mas ainda boa).
        Em dublagens de desenhos transmitidos na Discovery Kids, eu só posso falar de um (único que eu assisti episódios o suficiente): Bob, o Construtor. Ótima dublagem, mesmo sendo uma série infantil que podia ser prontamente estragada. E o especial com Elton John recebeu a mesma equipe de tradução da série normal, e o trabalho ficou igualmente bom.

        E falando em séries com longa metragem junto com série de TV, a dublagem da série de Madagascar é de um nível excelente, comparável ou até melhor que os filmes em si. E é uma dublagem de série de TV (claro que com série e estúdios com mais budget, mas ainda assim).

        E olhando pelo outro lado, há burradas que vão pra filmes também. Não sei se alguém aqui teve a oportunidade de assistir O Homem Lobo e os Pestinhas (original: Alvin and the Chipmunks Meet the Wolfman) nas duas versões da dublagem em português, mas sério, a diferença entre as duas é absolutamente gritante.
        Uma versão traz as vozes dos pestinhas bem “adequadas”, com cada dublador/a tentando mudar a voz pra ela ficar parecida com a dos personagens sem ter que depender tanto de mudança de pitch pelo computador. As músicas são deixadas na dublagem original, em inglês, pra não correr risco de alterá-las demais na tradução. No geral, é bem adequada, cativante e não estraga nada.
        ….Porém a versão mais recente, que foi usada quando o desenho foi ao ar pela Globo, usa dublagens desentoadas e com o pitch das vozes mudados de uma forma tão artificial que é BEM claro que a voz é alterada no computador. E as músicas foram traduzidas e cantadas da mesma forma grosseira e desentoada que MLP.
        As duas foram dublagens pra o mesmo longa-metragem, mas trouxeram um trabalho muito diferente.

        Enfim… Temos que dar um desconto a essa equipe, sim, mas eu não acho que dou desconto a quem contratou eles e quem definiu os prazos e o regime da produção. Temos exemplos práticos de que muitas outras séries tiveram um tratamento bem melhor…

        …É provável que isso ainda seja reflexo do fato de MLP aqui ser considerada simplesmente uma franquia de nicho, bem sub-par, que não precisa de tanto investimento e atenção assim.
        Eu torceria pra, no futuro, se outro canal comprar os direitos de exibição, que fizesse uma dublagem mais decente, mas…. acho que aí já seria utópico demais =(

      • Petra 29 de dezembro de 2011 às 1:38 AM #

        Bem… eu não considero a dublagem de Madagascar como boa. Uma dublagem onde se permite que um dublador IMITE outro não pode ser boa. É o maior exemplode falta de ética no ramo.

        (Não sei se sabe, mas o dublador do Rei Julian não é o Guilherme Briggs, é um imitador dele. O Guilherme é do RJ e a dublagem de Madagascar é de SP — e como a voz do Julian é muito característica nos filmes, em vez de chamarem o Guilherme — que sairia caro, como toda dublagem “mix” interestadual — simplesmente o dublador o imita, declaradamente.)

        Pra mim, isso acaba com qualquer qualidade que a dublagem de Madagascar possa vir a ter.

  4. Feral (@Feralblade) 29 de dezembro de 2011 às 1:43 AM #

    Sim, eu sei que não é o Briggs, e sei que o cara imita ele na caradura, mas eu falo de como a dublagem soa em si, e não de que maneiras sórdidas foram usadas pra isso.

    Digamos que eu estou avaliando o sabor do prato; não de como os ingredientes foram assassinados a sangue frio ou cultivados em sangue de crianças escravizadas para que ele pudesse ser servido =P

    E na verdade, o Julian é o que menos me chama atenção. Me refiro mais aos pinguins mesmo, e aos outros personagens que aparecem. Todos eles têm uma dublagem bastante apropriada e cativante.

    Quer um exemplo de uma série ultra desconhecida, que sequer foi ao ar completa no Brasil, mas que teve um trabalho de dublagem *muito* bom?

    Oban 🙂

    • Petra 29 de dezembro de 2011 às 1:44 AM #

      Oban tinha uma dublagem PERFEITA. Ponto. =)

      • Feral (@Feralblade) 29 de dezembro de 2011 às 1:51 AM #

        O que eu não daria pra ver o resto de Oban dublado com a mesma equipe…

        Tive que fuçar nos confins da internet pra assistir a série inteira, em inglês. Só me fez amar ainda mais a dublagem brasileira, porque a adaptação ficou realmente *muito* boa. Vozes, trejeitos, maneirismos, expressões, emoções…

        Enfim, dublagem perfeita =)

  5. Rainbow Dude 29 de dezembro de 2011 às 11:32 PM #

    Ganhei agradecimentos!! 8D
    É a segunda vez que eu sou mencionado no EquestriaBr! Que vida feliz! 8D
    Foi um prazer ajudar o site, Petra ;3

  6. Aha McLovin 30 de dezembro de 2011 às 2:35 AM #

    O audio estava pior que isso. Mas assim que sair a versão melhor, alguém me avise que vou tirar os videos do youtube. Só coloquei pois parece que a pessoa que coloca normalmente eles está de férias.

  7. Fluffy Pie 9 de abril de 2012 às 3:15 PM #

    Acho que sou a única que não gosta muito da música “Art of the dress”. Até foi bem adaptada a música para português, mas não é a melhor do mundo. Ainda prefiro “Ria do fantasma”.

    Se o estúdio não tem tempo ou capacidade para fazer uma tradução digna para as músicas, uma boa ideia seria não traduzí-las, mantê-las em inglês, mas com legendas. Até a Disney, que poderia muito bem investir em uma boa tradução (como em Phineas & Ferb), mantém várias séries com músicas em inglês legendadas, como Hannah Montana, até nos filmes fazem isso, e às vezes nem legendam 😛

    • Gabriel Dias 9 de abril de 2012 às 3:22 PM #

      A ideia de manter o áudio original é legal. Em alguns filmes fazem isso. Mas não se esqueça de duas coisas a) O desenho, em tese é para criancinhas em fase pré-escolar que até podem saber ler, mas não conseguem ler com rapidez o suficiente b) Brasileiro é preguiçoso. Tá cheio de gente crescida por aí que simplesmente não consegue acompanhar um programa legendado…

Trackbacks/Pingbacks

  1. Confira a Canção “Hush Now, Quiet Now” em Português! « - 11 de maio de 2012

    […] a série tenha conseguido adaptar satisfatoriamente algumas músicas, como Giggle at the Ghostie e Art of The Dress, também já cometeu “assassinatos musicais” como no caso de Winter Wrap […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: