Preconceito Anti-Brony: Haters Gonna Hate

7 dez

Dear Princess Celestia 

Geralmente prefiro postar coisas legais e interessantes. Mas não dá pra ignorar algo… decepcionante e vergonhoso, quando acontece.

Postamos uma matéria da Folhinha sobre MLP: FiM, há alguns dias atrás, que foi até mesmo enviada pro Equestria Daily. Apesar do teor positivo da matéria, é lamentável ver o bombardeio de comentários preconceituosos na própria página online do jornal com a notícia e nos twitters internet afora.

É compreensível o espanto e até mesmo desconfiança que as pessoas tem quando ficam sabendo dos Bronies (ainda mais quando ainda existe a mentalidade de “desenho ser coisa de criança”.) Não se pode obrigar ninguém a compreender ou gostar de algo, e os fãs de MLP sabem disso. No entanto,  respeito é essencial de ambos os lados. Percebe-se pelo teor dos comentários que muitos esquecem que se eles têm direito de desgostar, os outros também tem total direito de apreciar o que quer que quiserem.

Muitos só postam nos comentários por razões tão sérias quanto decepcionantes: disseminar seu preconceito quanto a OUTRAS coisas — estilos musicais, de como se vestir, sexualidade, religião… — mesmo não havendo na matéria (e nem na realidade) nenhuma evidência de um fator estar conectado a outro.

(Não que justificasse a disseminação de ódio e preconceito, ainda que estivesse.)

Sabendo que os comentários passam pela moderação da Folha antes de serem aprovados, me espanto que esse conteúdo tenha passado pelo crivo da direçaõ do site e colocados no ar.

O mais chocante quanto a matéria foram manifestações a favor do bullying tanto na página da matéria quanto em twitters:

Um twit pró-bullying, repassado 27 vezes.

Convém lembrar que BULLYING NÃO É JUSTIFICÁVEL EM NENHUM CASO, E APOLOGIA A ESSE ATO É CRIME — mas aparentemente, é um crime sendo endossado por pessoas que acham que “correto”  que pessoas sofram e sejam reprimidas por suas opções e gostos — em suma, por serem elas mesmas.

Diga-se de passagem, casos como esse são passíveis de denúncia no Twitter. Basta clicar em “report for spam” no perfil do usuário, já que o teor de comentários como este acima e os que seguem vão contra as regras do site.

Um leitor ainda expressou sua indignação diante da ignorância do twiteiro, que respondeu com cinismo. (O que impressiona é que o perfil do twiteiro  é de um nerd, acima do peso e de óculos — a vítima perfeita de bullying. Era de se esperar mais compreensão….)

Por sorte, nem tudo são comentários negativos. Também houve aqueles que se arriscaram a dar uma chance ao desenho por causa da polêmica, e inclusive o apreciaram. Pena que é um número de um pra cada dez comentários preconceituosos.

Bronies também postaram na página, falando como se deve: com o respeito e educação que falta aos outros comentaristas.

Casos assim não se restringem ao Brasil. Volta e meia o Equestria Daily fala de casos como esse ocorrendo mesmo nos EUA, onde os bronies nasceram.

No entanto, por ser algo novo em nosso país, o fã brasileiro deve se manifestar e se fazer ouvir — sempre atentos ao lema de “love & tolerate” que rege o fandom brony. Afinal, nada se ganha ao se rebaixar-se ao nível de quem age como ignorante.

Se você é fã, manifeste-se com educação e respeito. Comente sobre o desenho. Repasse boas matérias a respeito dele. E denuncie os perfis que fazem apologia ao preconceito e a bullying. Disseminação de ódio é crime.

“Bullying é um termo utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo ou grupo de indivíduos causando dor e angústia, sendo executadas dentro de uma relação desigual de poder.
Para além da questão de saúde, “os atos de bullying ferem princípios constitucionais – respeito à dignidade da pessoa humana – e ferem o Código Civil, que determina que todo ato ilícito que cause dano a outrem gera o dever de indenizar.
Aplicação do Código Penal, pois essa prática incide em crimes previstos no nosso Código como: a ofensa à integridade física (art. 129); injúria (art. 140); calúnia (art 138); difamação (art. 139); ameaça (art. 147).”
(Site Werb Artigos: Bullying, Consequências Civis e Penais) 

(Artigo por Petra L.)
Fonte: Folha de São Paulo online / Fórum Sonic Rainboom / Twitter  / Site Web Artigos
Agradecimentos a Ross pelo envio das informações das implicações legais quanto ao bullying.

Anúncios

22 Respostas to “Preconceito Anti-Brony: Haters Gonna Hate”

  1. Igosama 7 de dezembro de 2011 às 6:42 PM #

    E o dia que todos temíamos chegou: o dia em que finalmente descobririam o desenho no Brasil.

    Pois é, isso aconteceu nos states também, e o problema de inicio foi bem maior, mas se há uma boa notícia é que lá o tempo se encarregou de resolver o problema e hoje, provavelmente, seja mais fácil ser brony (ou ao menos ter um respeito considerável por MLP:FiM) do que hater e isso é bom.

    Acho que nós passaremos pelo mesmo processo e resta resistir enquanto isso acontecer. Que Luna nos ajude! Quem sabe em um ano estaremos falando livremente do desenho e com poucas chances de ouvir “HURR DURR Pôneis? Você é gay, é? HURR DURR”? É esperar pra ver.

  2. Grivous 7 de dezembro de 2011 às 6:57 PM #

    Sinceramente é lamentável a reação desses “haters” perante à um desenho tão inocente quanto My Little Pony.
    Realmente me surpreendeu.
    Mas é muito bom ver que os Bronies com coragem o suficiente respondem com tanto respeito e educação. Dou meus parabéns a eles e que não devem sentir vergonha disso.
    É só um desenho, nada mais. Não há o que se envergonhar dele.
    Não se restringem ao que os outros dizem de vocês, vítimas da sociedade.
    Sejam vocês mesmos e vivam felizes.

    Grivous.

  3. victoria 7 de dezembro de 2011 às 8:18 PM #

    Uma coisa: se alguma coisa é contra sua opinião, apenas ao respeite (se é q vc me entende) apenas fala “ñ gostei pq bla bla bla ” e ñ ofender aqueles q gostam Deus protege cada um, sendo homo ou ñ.Quando é meninas gostando de coisa de homen, ninguem acha estranho mas quando é o oposto…ai vcs já sabem. Agora mesmo me lembrou a notícia d q homens estão sendo agredidos só pq são…homos.Vocês haters são felizes estragando a vida dos outro,mas tenho uma coisa a dizer: você ñ manda e nós bronies, ñ manda o q devemos assistir,vestir enfim, como vamos ser(se é q vc me entende) se toca, se conecta, so pq e um desenho de garota ñ significa e um garoto assistindo é homo.Diga agraças adeus por ñ ser um de nos, pq ñ queria sofrer do mesmo jeito q estamos sofrendo agora mesmo.Eu sou garota, e dai, se fosse garoto eu diria o mesmo q estou dizendo.Espero ñ ter falado bobagem(se eu falei, descupe), escrevi tudo q sai da minhas

  4. Rarity 7 de dezembro de 2011 às 8:46 PM #

    Eu só não fui lá e comentei por que para fazer conta precisa de CPF e essas coisas… acho que precisa de um comentário de uma pegasis, não só dos bronies.

    • Petra 7 de dezembro de 2011 às 8:53 PM #

      Eu postei um comentário lá, mas ainda não foi aprovado… espero que seja, ocasionalmente =/

    • Rainbow Dude 7 de dezembro de 2011 às 9:38 PM #

      Eu vi isso e pensei: “Se for pra defender os direitos humanos, usar meu CPF vai valer a pena”
      Bem… Espero que eu tenha ajudado lá…

  5. Saguinus 7 de dezembro de 2011 às 10:45 PM #

    O duro é ser comparado a Restart..

    • Petra 7 de dezembro de 2011 às 10:53 PM #

      Cuidado pra não acabar sendo tão preconceituoso quanto os que postando esas mensagens, Saguinus…

      Independente do seu gosto musical (e eu também não curto Restart), muita gente poderia dizer o mesmo por aí sobre bronies: “melhor ouvir Restart do que gostar de pôneis cor de rosa”.

      É legal agir com os outros como gostaria que agissem com você.

      • JunaE 9 de dezembro de 2011 às 2:51 PM #

        Bom saber que alguém aqui também lembrou do outro lado da moeda…

        Eu mesmo nunca fui muito no “amor e tolerância” sempre como um lema pessoal… (como “amar e tolerar” alguns desses comentários?)
        Prefiro um “respeitar enquanto é respeitado”. E essa frase do final do seu comentário.

        P.S.: Mas não ser capaz de “amar e tolerar” alguns desses comentários não significa que eu vá responder com o mesmo nível de “ódio” a essas pessoas; eu ainda prefiro manter um certo nível de calma e educação.

      • Petra 9 de dezembro de 2011 às 2:55 PM #

        É como penso, JunaE. Eu acho que temos que responder sim, mas com respeito e educação, porque não se ganha nada sendo tão ignorante quanto os que falam esse tipo de coisa. Tolerar pra mim é não responder no mesmo nível, mas não há porque não dar resposta.

  6. Guilherme Leocádio (@GuiLeocadio) 8 de dezembro de 2011 às 12:19 AM #

    É Triste saber noticias como essa, mas as coisas são assim.

    Sempre vão ter os ignorantes que falam besteiras antes de saber de um assunto a fundo u.u

  7. 'Alan Moraes Feijo 8 de dezembro de 2011 às 1:50 AM #

    4chan um ano atrás. Mesmo blablabla.
    Isso passa.

    • Petra 8 de dezembro de 2011 às 1:57 AM #

      O que mais me incomodou nesse caso nem foi o “hurr durr” geral, porque já era o esperado… Foi mais esse lance de cara usando isso pra falar que bullying é justificável em alguns casos, e ver isso sendo aprovado em página da Folha.

      Bullying é coisa séria. Muita gente usa o termo sem saber as implicações… Por isso quis aproveitar o caso pra falar mais a respeito.

  8. Fábio 8 de dezembro de 2011 às 9:35 PM #

    Ehr…..oi. Eu sou o Fábio lá dos comentários, eu achei este site e depois aquela reportagem por causa do fórum sonic rainboom, que estava na lista de detalhes do canal do Igosama lá do Youtube, eu estava procurando episódios legendados porque meu inglês não é muito bom na parte falada (e eu sou curioso pra caramba, fui procurando as coisas). Ehr…..valeu por colocar minha opinião aí mas não precisava, nem do fórum eu sou, eu deixei minha opinião lá porque eu cansei de ver tanto hater/troll que só coloca opinião pra ter fama na net sem nem saber do que se trata (sabe-se lá pra quê, deve ser probleminha de cabeça, rs). Bom………..ehr……….obrigado aí, continuem com o bom trabalho de fandom que vocês fazem…….e……..até mais, se cuidem.

    • Petra 8 de dezembro de 2011 às 10:47 PM #

      Oi, Fabio, nós que agradecemos! Na verdade achei importante divulgar sua opinião justamente porque você não é “suspeito”, não faz parte do fandom, foi só alguém sem preconceitos que deu a chance pro desenho após a matéria, e curtiu. Muito obrigada por ter se manifestado! Opiniões como a sua são importantes!

      • Fábio 10 de dezembro de 2011 às 1:31 PM #

        Obrigado, até mais, se cuidem, e tranquilo, haters gonna hate sempre, e também vou da opinião da galera, amar e tolerar, beleza, mas comparar mlp com Restart é fogo, até a Fluttershy iria soltar um palavrão, rs….

  9. João Victor 10 de dezembro de 2011 às 5:29 PM #

    Olha, eu disse lá pra não comparar os Bronies com os fãs de Restart, mas eu não quero dizer que eles merecem sofrer preconceito e nós não.
    Eu só falei pra não comparar porque… ORA! Uma coisa não tem nada a ver com a outra!!
    Eu nunca acompanhei nada sobre Restart. Nunca ouvi nenhuma música deles nem nada (desde criança, eu nunca me interessei por gente famosa nem um pouco). Portanto, eu não posso falar nada sobre eles.

    >“melhor ouvir Restart do que gostar de pôneis cor de rosa”.
    …A possibilidade de alguém dizer isso nunca nem me veio à cabeça, mas agora que você falou sobre isso, me deixou um pouco mais preocupado o_o

    Enfim, ter preconceito contra um grupo de pessoas por seus gostos é errado. Cada um tem seus gostos e ninguém merece ser menosprezado por isso.

  10. Saulo Augusto Duarte 27 de fevereiro de 2012 às 6:40 AM #

    Se tem uma coisa que eu odeio mais do que tudo nesse mundo é preconceito, essa é uma atitude de pessoas idiotas e mesquinhas que não sabem conviver com as pessoas diferentes. Eu devo me importar com pessoas idiotas que só agem dessa maneira? Não, eu prefiro ficar de fora desse grupo de idiotas pobres de espírito que não acreditam em deus. Preconceito só torna as pessoas mais idiotas e arrogantes. E se tem uma coisa que eu não tolero é preconceito contra nerd, pois como qualquer outro ser humano, eles têm sentimentos, ao contrário dos que os discriminam. Eu sou contra o preconceito e acho que os idiotas que praticam essa porcaria deveriam tomar vergonha na cara e aprender a ser pessoas melhores.

  11. Gabriel Henrique Ribeiro Da Silva 29 de fevereiro de 2012 às 4:34 PM #

    Odeio Anti-Bronies. Ficam Enxendo O Saco Todo Dia,No Meu Pé. Afe,Se Eu Sou Brony,Tem Algum Problema Nisso,Se Eu Sou Brony,Me Deixa Em Paz,Até Parece Que Os Anti-Brony Vão Invadir O Site. NossA!

  12. Jaya 24 de março de 2012 às 7:04 PM #

    aposto que se esses anti bronies assitissem My little pony,iam se arrpender do que disseram e escreveram sobre o desenho . . .não é um desnho só para,tipo assim,”garotinhas” como eles pensam.Mostrar o valor da amizade é algo importante e só porque meninas podem gostar de coisas de garotos sem receberem reclamacões,não significa que meninos podem receber só por gostarem de coisas de meninas.

  13. moses macloud dos santos 22 de maio de 2012 às 2:19 PM #

    eu nem ligo pra esses anti-bronies..

    pois eles são anti-bronies porque nunca assistiu 1 episodio do MLP, com isso, é igual julgar o livro pela capa e também e daí?? eu assisto MLP todo dia (alguns episódios eu repito) nesse site e tenho 16 anos… então… que deixa eu em paz.. não vo fica me estressando por coisas que me deixa de fazer algo que gosto..

    (valeu pelos videos traduzidos.. são demais)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: