BRONIES: My Little Pony Conquista os Fãs Mais Improváveis [ARTIGO]

4 dez

Hoje nós estreamos nossa nova seção, “Artigos”, com a tradução de uma das melhores matérias que já foram publicadas a respeito dos Bronies, os fãs masculinos de MLP: FiM.

O jornal online Wired fez uma extensa pesquisa para explicar da melhor maneira o fenômeno para os leigos, até mesmo entrevistando Sethisto, o admnistrador do Equestria Daily, maior portal online de Friendship Is Magic. O próprio Sethisto falou sobre a matéria no EqD, quando foi publicada, elogiando o trabalho do site.

Leia a matéria logo abaixo!

★  ★  

Por Angela Watercutter  / Tradução: Petra L (Equestria BR)
Publicado originalmente no Wired.Com, em 9/6/2011
Matéria original aqui

Todos os dias, o programador autônomo Luke Allen se trata assistindo as aventuras mágicas de pôneis de um desenho animado.

O rapaz de 32 anos que vive em Albuquerque, Novo México, adora ter sua dose diária de My little Pony: Friendship is Magic — e não está sozinho. Ele faz partede um grupo cada vez maior de “bronies”  (uma junção das palavras “brothers + ponies”, caras + pôneis), homens que são fãs de um programa de TV que teoricamente foi criado para um público muito mais jovem.

“No começo não dá pra acreditar que o programa é tão bom. Depois, não dá pra acreditar que a gente vira fã pro resto da vida… e depois não dá pra acreditar que estamos andando pela parte cor de rosa das lojas de brinquedos e pedindo pelos pôneis que vem no McLanche Feliz!” Allen conta em um email para a Wired.Com. “Aí a gente não acredita que nossos amigos ainda não assistiram, e que ainda não se tornaram bronies!”

Todo nerd tem seu programa preferido que assiste religiosamente e que conhece até de cabeça pra baixo. Mas My Little Pony parece alvo improvável de adoração de um fanboy. Porém, desde que o programa estreou no último outono, na TV a cabo “Hub”, vem atraindo um número cada vez maior de fãs do sexo masculino.

Sua paixão pelo desenho está na internet demonstrada de forma mais sincera possível: além de assistir o show, esses adolescentes e caras de vinte ou trinta e poucos anos criam seus próprios desenhos e vídeos baseados em pôneis, postando no Youtube e alimentando tópicos no 4chan (ou no seu próprio chat, Ponychan).

Eles também se arriscam a serem trollados até o fim no /co/ board apenas para demonstrar seu apreço por pôneis com nomes como Twilight Sparkle, Fluttershy ou Rainbow Dah.

Os fanvideos podem ser o principal motivo de quem está fora da comunidade brony conhecer o show como um “meme”. O blog nerd Topless Robot por exemplo, se comprometeu a seguir MLP: FiM fanvideos. Um usuário do Youtube postou uma antologia das canções da série em 8-bits, e o AV Club recentemente chamou a tendência de se fazer mash ups de MLP: FiM cruzados com trailers de filmes como um “meme campeão”.

“Acredito que a fan base dessa nova geração de MLP é uma das coisas mais surpreendentes e inesperadas que apareceram na internet em muito tempo”, diz Henri Yount, de 20 anos, morador da Virgínia, cujos mashups de My Little Pony com trailers de filmes já chegaram a aproximadamente 350.000 views no youtube (confira sua ponífica versão de Watchmen abaixo).

“Quando eu digo surpreendente, estou me referindo a quantidade absurda de gente que se esforça pra criar conteúdo todos os dias, coisa que não tenho visto em muitos outros fandoms”, complementa Yount.

Para comprovar essa dedicação, basta dar uma olhada rápida na série de vídeos “Hitler Reage A…” que mostram o Führer como um brony enfurecido por terem removido videos de MLP: FiM do Youtube. Ou ainda, a palestra que um jovem fez para o Ensino Médio,  utilizando como tema a Física no programa.

O Youtube não é o único lugar onde onde as comunidade online se reúnem em sua adoração por pôneis. O site de portfólio artístico DeviantArt teve, em sua última contagem, 90 mil envios dedicados a My Little Pony, sem contar as centenas que recebe a cada dia (em maio, durante um dia qualquer, houveram 330 envios com o tema).

As criações de MLP tem decolado em outras áreas também. Shaun “Sethisto” (que pediu para que seu último nome não fosse divulgado), admnistrador do Equestria Daily, um blog de fãs que à primeira vista poderia ser confundido com o armário de alguma garota da 5ª série, conta que em janeiro foi um esforço para achar meia dúzia de artes para postar no blog. Ele afirma que hoje pode encher um post facilmente com 30 imagens.

Shaun não se impressiona apenas com a enorme quantidade de conteúdo brony sendo produzida, mas também com seu próprio fascínio pelo desenho.

“Francamente, se alguém me dissesse há sete meses atrás que eu estaria fazendo um blog sobre pôneis, eu diria a essa pessoa que ela estava louca”.

~Shaun “Sethisto”, admnistrador do Equestria Daily

O Equestria Daily começou em janeiro com o objetivo de ser um lugar divertido para coletar fanfic e notícias sobre o programa, contou Shaun, “mas obviamente, evoluiu muito depois disso.” O centro brony recebe cerca de 175 mil brony pageviews por dia agora, quando há uns meses atrás era de apenas 20 mil, disse ele.

A maioria das pessoas de 20 pra mais lembram-se de My Little Pony como um desenho da década de 1980 feito para promover os açucarados brinquedos da Hasbro. Nas décadas seguintes ao lançamento da primeira linha de pôneis em 1982, houve linhas e linhas de bonecos, programas de TV e lançamentos direto para DVD com a marca My Little Pony. No entanto, exceto por um arquivista cultural pop aqui e ali (ou talvez “indies”), poucas dessas variações têm encontrado público acima dos 3 anos de idade, que são as crianças para as quais My Little Pony se destina.

Então, qual a razão dessa adoração incansável? Alguns fãs alegam que o apelo do show é seu incrível estilo, personagens excelentes ou, como Allen coloca, um “mix perfeito de nostalgia dos anos 80 e ironia cultural.” Mas quase todos os fãs contatados pela Wired.Com são ainda mais específicos sobre a mente genial por trás do show: Lauren Faust.

Faust, de 36, capitaneou o mais recente reboot da franquia My Little Pony para TV Hub, a pedido da Hasbro Studios, e tem seu quinhão de experiência em lidar com o crossover como apelo. Antes de assumir My Little Pony, Faust foi roteirista e desenhista de storyboard no programa As Meninas Superpoderosas, outro desenho que foi além ao conquistar mais público do que aquele a que se destinava originalmente.

Faust reconhece que seu trabalho em As Meninas Superpoderosas influenciou seu processo criativo e que ela procurou intencionalmente criar um show que poderia ser apreciado por adultos. Ela diz que fica realmente surpresa com o enorme número de bronies, algo que ela claramente adora.

Pode ter sido um pouco de falta de visão da minha parte, mas achei que nenhum homem adulto que não tivesse uma filha pequena em casa daria uma chance ao desenho”, Faust disse em entrevista por telefone. “O fato de eles terem dado essa chance e serem mente aberta, caras legais e seguros o bastante de sua masculinidade para entrar nessa e virarem fãs, chegando a ponto de ir na internet falar o quanto gostam — me deixa um tanto quanto orgulhosa.”

Faust levanta uma questão interessante. Com exceção de alguns poucos brony-haters, felizmente não tem havido tanta perseguição aos rapazes por gostarem de algo que foi feito supostamente “para meninas” (como, por exemplo, meninas seriam mal vistas por gostarem de Transformers em tempos passados.)

Apesar de compreenderem que as pessoas podem ficar surpresas com sua escolha de diversão, a maioria bronies mostram pouco ou nenhum remorso sobre seu fandom. E nem deveriam. Intencionalmente ou não, decerta forma, eles estão se  desfazendo da socialização de gênero de coisas consideradas “para meninas” ou “para os meninos.”

Para pelo menos um dos homens que trabalhou com MLP com Faust, gostar do show não é questão de “meninos contra meninas” — mas de apreciar boas histórias.

“Eu tinha um Google Alert para o programa, e ficava recebendo comentários que as pessoas estavam fazendo, comoSou um cara, tenho 22 anos e adoro esse programa, PORQUE EU GOSTO DISSO?’, disse Jayson Thyessen, diretor supervisor do programa. “E eu os fiz ver que eles curtiam porque eu mesmo curto”.

E o canal The Hub está fazendo tentativas cada vez mais abertas para abraçar o público brony. Em uma propaganda lançado recentemente – uma versão da canção de Katy Perry, “California Gurls”, transformada em “Equestria Girls” – os pôneis liderados por Pinkie Pie cantam seus elogios aos “nossos bronies”.

Abraçar o público brony poderia ser uma mina de ouro para Hasbro, pois, como observa Shaun “Sethisto”, alguns bronies gostariam de consumir um merchandising melhor (e mais direcionado). Ele acrescenta: “os brinquedos atuais são bons para o público-alvo a que se pretendia originalmente, as meninas de 7 anos… mas Lauren Faust e a equipe por trás do desenho fizeram um trabalho tão incrível que acabou nos colocando como alvo de uma segmentação.”

Faust, no entanto, deixou o programa logo depois da primeira temporada, após o último episódio ter ido ar mais cedo, no mês passado. Falando sobre sua partida em seu diário no DeviantArt, ela falou sobre seus colegas: “Juntos acho que ajudamos a provar que um programa para meninas não precisa ser sinônimo de “vergonhoso / bobo”. Ela também agradeceu “as crianças, os pais e a todos os bronies por “apoiarem o programa” acrescentando: “o número de pessoas que este desenho atingiu excedeu totalmente as minhas mais loucas expectativas! “

Se isso parece um exagero… não é.

“Aprendi mais sobre teorias da mente, amizades e interações sociais nesta temporada do que até hoje em meus 31 anos”

~Luke Allen, fã

“A alquimia bizarra de que Lauren Faust se utilizou quando se dispôs a tornar o programa acessível às crianças e seus pais invadiu o cérebro primitivo reptiliano dos nerds/geeks do sexo masculino, removendo a doutrina comportamental contra o cor-de-rosa!” declarou o brony Allen, do Novo México. “Tenho Síndrome de Asperger, e aprendi mais sobre teorias da mente, amizades e interações sociais com esta temporada do até hoje em 31 anos de vida.”

E então, o que um brony faz enquanto espera o programa voltar no próximo outono? É possível que os vários meses sem novos episódios façam com que todo o barulho vá morrendo aos poucos. Mas parece muito mais provável, no entanto, que esse intervalo no programa apenas faça com que o coração dos bronies se afeiçoe ainda mais a ele.

“A 1ª Temporada terminou”, disse Shaun no Equestria Daily,  “e eu honestamente esperava que o ritmo diminuísse um pouco (até para que eu pudesse finalmente pudesse ter um descanso!), mas parece que os fãs estão mais famintos que nunca por mais conteúdo .”

Anúncios

4 Respostas to “BRONIES: My Little Pony Conquista os Fãs Mais Improváveis [ARTIGO]”

  1. Rainbow Dude 7 de dezembro de 2011 às 12:31 PM #

    Magnífico. Agora, manda isso pra Folha de São Paulo XD

    Eu nunca li o artigo original, mas essa foi uma das raras vezes em que eu nem hesitei em ler um post longo completamente, palavra por palavra =3 E foi Perfeito ;D

  2. Kenny Tweek 27 de maio de 2012 às 8:48 PM #

    pra mim o intervalo é uma porta pra ver todos os episódios de novo e de novo e de novo e etc…
    e tbm pra ver fanworks, fazer fanfic, ler fanfics…

Trackbacks/Pingbacks

  1. Preconceito Anti-Brony: Haters Gonna Hate « - 7 de dezembro de 2011

    […] compreensível o espanto e até mesmo desconfiança que as pessoas tem quando ficam sabendo dos Bronies (ainda mais quando ainda existe a mentalidade de “desenho ser coisa de criança”.) Não […]

  2. Músicas de MLP: FiM em 8 Bits! « - 10 de dezembro de 2011

    […] Estas versões 8-Bits das músicas da série são algumas das mais conhecidas do fandom, e são citadas em várias matérias, como a da revista online Wired.Com, que traduzimos aqui. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: